28/03/2018

Welcome to Kathmandu


Depois de demonstrar interesse em fazer uma viagem a uma das minhas tias, ela, numa espécie de convite disse-me: - "estou para ir ao Nepal, queres vir?
Foi durante a hora de almoço e eu estava debruçada na mesa onde ela acabava de almoçar! Nesse preciso instante eu respondi que sim!
No dia seguinte liguei ao Luís e formalizei a inscrição e 2 dias depois estava a caminho de Sintra para a reunião do viajante onde percebi que viajar com a Zen Family  provavelmente ia ser completamente diferente. Soube logo que ia ser uma viagem muito especial, mas estava longe de imaginar que se tornasse na viagem da minha vida.



26/03/2018

O poder revigorante de uma boa viagem!

Acabei de chegar da viagem da minha vida, foram 10 intensos dias e embora tenha decidido escrever diariamente e ir partilhando isso não aconteceu. Comecei a escrever só no primeiro voo de regresso que durou 8 horas, mesmo assim não consegui terminar e muito menos consegui transcrever o que senti. De qualquer forma tinha e tenho intenções de partilhar com vocês um bocadinho dentro do possível o que foi esta viagem maravilhosa. Queria escolher com calma as melhores fotografias  e queria relatar os acontecimentos da forma mais ordenada possível.
Mas hoje, segunda-feira e de regresso à minha realidade e rotina habitual, percebi que tinha de começar esta história pelo fim. Só para perceberem a intensidade.
Acordei eram 7.30h e o meu Whatsapp já estava repleto de mensagens no grupo que criámos durante a viagem! Todos relatavam um bocadinho do seu dia e como estava a ser o regresso, uns partilhavam fotografias ainda da viagem, outros com os filhos já em casa, alguns partilharam até dos cães. Havia quem partilhasse músicas, outros o nascer do sol da varanda da sua casa. Inspirei-me neles e depois de preparar os lanches, o almoço e deixar os miúdos na escola, voltei a casa. O sol já havia nascido, tomei o meu pequeno almoço descansada e sentei-me no sofá. Fechei os olhos e permiti-me ouvir uma das músicas acabadas de partilhar no grupo I am the light of my soul chorei que nem uma perdida... aliás, durante toda a viagem tive estes pequenos ataques de limpeza vezes e vezes sem conta! Chorava sempre sem saber exatamente porque chorava,  se de tristeza ou de alegria, mas ficava inevitavelmente mais leve, mais feliz e mais disposta para a vida!
Hoje foi igual.... enquanto ouvia a música e revia mentalmente algumas das minhas vivências durante a viagem, as lágrimas não paravam de correr. No final respirei fundo, limpei as lágrimas e renasci. Senti-me imensamente grata e senti uma enorme energia florir de dentro de mim. De repente parecia que estava num filme. Era como se eu estivesse fora do meu corpo a ver os meus próprios movimentos! Estava de sorriso estampado no rosto, o ar era leve e enquanto preparava os sacos, os meus movimentos pareciam  de uma dança harmoniosamente sincronizada. Saí de casa como habitualmente, carregada com o saco do ginásio, a geleira do almoço, a pasta e a mala, repleta de boa disposição e uma vontade enorme de abraçar alguém. Isto é o poder revigorante de uma boa viagem! Este post é de eterno agradecimento a todas as pessoas do grupo que partilharam esta viagem comigo e que de alguma forma fizeram de mim um ser melhor, mais iluminado e mais feliz! Obrigada amigos! Namaste!


13/03/2018

Receber amigos

Uma das coisas que mais gosto é receber e estar com amigos. Quem não gosta???
Mas a vida vai passado e com ela muitos dos nossos grandes amigos vão-se perdendo pelo caminho, não porque a amizade acabe, simplesmente porque a vida muda e a isso nos obriga, por vezes até injustamente. Felizmente da mesma forma que vamos perdendo alguns, também outros entram na nossa vida para ficar e parece-me que amizades criadas na fase adulta acabam por ser também amizades mais maduras. E não são só as amizades que estão maduras, também eu amadureci na forma como recebo os meus amigos, gosto de criar um ambiente agradável e que os faça sentir bem.
Gosto de pensar nos pormenores, e inspirar-me para criar coisas simples mas que deixam um toque especial. Hoje mostro-vos uma mesa de entradas (que é uma bobine de cabo elétrico) que preparei num fim de semana destes para receber alguns amigos.
 
Comecei por aproveitar garrafas de vidro dos sumos e com meia dúzia de voltas de cordel de sisal ficaram transformadas em bonitas jarras onde coloquei alfazema que apanhei do jardim, outras garrafas optei por pintar com spray dourado. Cortei troncos de azinheira para fazer bases para as velas que espalhei pela mesa e assim criei a decoração da mesa praticamente a custo zero.
Para as entradas optei por fazer tábuas de vários tipos de queijos e  enchidos acompanhados por pão, azeitonas, grissinis, uvas, figos, nozes, tâmaras e compotas. Para os que não alinham num copo de vinho branco preparei uma água aromatizada com hortelã, limão e alecrim. Espero que gostem das imagens e que vos inspire para receberem os vossos amigos.






Almoços de Verão

Os nossos almoços na eira já não são novidade,  (podem ver aqui, aqui, ou aqui)   e cada vez gostamos mais e mais deste espaço. Desta vez, a eira foi palco de uma sardinhada entre amigos depois de um passeio de jipes. Eu queria de alguma forma modificar o ambiente. A nossa mesa de entradas continua a ser a bobine de cabo elétrico e não me parece que vá encontrar uma mesa mais espetacular que esta. O Bar,  foi a grande descoberta que fizemos quando estávamos a preparar o jantar anterior e teve de voltar agora novamente. Os mesmos sofás de paletes, feitos por nós  o ano passado na altura do aniversário da K e portanto estava tudo visto. Vai daí, pensei que talvez uma simples toalha de mesa pudesse dar todo um refresh ao espaço e não me enganei. Não encontrei a toalha que imaginei e por isso fui parar a uma loja de tecidos para resolver a coisa. Quando encontrei o tecido,  não havia o suficiente para as 3 mesas que eram necessárias para este almoço (eramos 25 pessoas). Trouxe o que havia e decidimos fazer um corredor a todo o comprimento da mesa. Assim, ainda sobrou tecido para fazermos umas almofadas novas para os sofás paletes. Comprei umas hortências brancas para dar algum requinte à mesa e voilá. O espaço de sempre mas com uma cara nova. Totalmente verão.  Não ficou lindo??


06/03/2018

LOOK # 164

Esta semana recebi duas peças e queria muito fotografa-las. Esteve prestes a não acontecer, uma vez que a chuva não queria dar tréguas de maneira nenhuma. Estava tão feliz e a sentir-me tão bem com as minhas novas peças que estava praticamente disposta a apanhar uma chuvinha para conseguir as ditas fotos. Felizmente não foi preciso chegar a tanto. A chuva acalmou e nós conseguimos fotografar. Estou muito satisfeita com resultado, mas estou ainda mais com a cor incrível e com o corte deste casaco! É perfeito.

04/03/2018

Papas de aveia em casca de coco

Eu que sou uma miúda descontraída por natureza, estou a ficar ansiosa com o facto de estar a partir muito em breve para uma viagem de 11 dias num registo completamente diferente.
Manter-me serena, comer bem para reforçar as defesas, evitar o açúcar nos dias antes da viagem e fazer um probiótico, foram as únicas recomendações que deram aquando da reunião do viajante. Como estou com algum receio com o facto da cultura alimentar sem bastante diferente, decidi tomar o conselho do probiótico. Passei ontem pelo Celeiro e aconselharam-me as capsulas da Solgar que comecei a tomar hoje depois de um super pequeno almoço, que incluiu tosta de abacate, ovo e papas de aveia que servi orgulhosamente dentro de uma casca de coco que aproveitei de uma sobremesa de gelado da Olá! Não ficou lindo?! 



02/03/2018

Pensamento para o fim de semana

Seja qual for a tua intenção vai haver sempre um outro ponto de vista. Neste caso 4. Nunca iremos estar certos e nunca errados, tudo depende da forma como cada um quiser interpretar.